Fla e saõ jose 3x0

27/04/2010 11:20

 

Se faltou técnica, sobrou superação aos jogadores do Flamengo na dramática vitória sobre São José por 95 a 91 (79 a 79 e 85 a 85), após duas prorrogações, nesta segunda-feira, na HSBC Arena. Com o triunfo, o time rubro-negro, que sentiu muito o desfalque do ala Guilherme Teichmann, com dores no músculo adutor da perna esquerda, fecharam a série sobre o campeão paulista por 3 a 0 e agora irão enfrentar a equipe de Franca nas semifinais do Novo Basquete Brasil. O primeiro jogo do confronto será na próxima terça-feira no interior de São Paulo.

Assim como aconteceu na segunda partida da série, o Flamengo começou errando demais. Porém, desta vez a equipe paulista estava com a mão certeira e rapidamente abriu uma diferença de 12 a 4. Com Matheus e Fúlvio inspirados nas bolas de três, o campeão paulista se manteve na frente durante todo o período e terminou os primeiros dez minutos vencendo por 19 a 13.

O Flamengo melhorou, chegou a diminuir a diferença para apenas dois pontos, mas continuava esbarrando nos próprios erros defensivos. Para piorar, o técnico Chupeta ainda perdeu o ala Jefferson, que sofreu um trauma no pé direito e deixou a quadra com suspeita de fratura. Mas a boa notícia chegou ainda durante a partida. O exame acusou apenas um ruptura e o jogador deve estar liberado para a primeira partida das semifinais. Melhor para São José, que continuou com um aproveitamento excelente nas bolas de três pontos e foi para o vestiário com seis pontos de vantagem (45 a 39).



O panorama não mudou na volta do intervalo e o Flamengo seguiu correndo atrás do placar durante praticamente todo o terceiro período. Mais uma vez a entrada de Fred melhorou o time rubro-negro e com uma defesa individual mais agressiva o Flamengo finalmente virou a partida num lance livre de Marcelinho a pouco mais de cinco minutos para o fim do jogo. São José sentiu a virada e a equipe do técnico Paulo Chupeta abriu 77 a 71 e deu a impressão de que fecharia a série sem maiores problemas. Mas o time paulista tinha Matheus e Fúlvio – cada um com sete arremessos convertidos de três pontos no jogo -- em noite inspiradíssima e acabou chegando ao empate. Marcelinho ainda teve a chance de dar a vitória ao Flamengo, mas errou o último arremesso.

Com muitos erros de ambos os lados, a primeira prorrogação foi dramática e muito nervosa. Se o Flamengo perdeu Wagner, eliminado com cinco faltas, São José também ficou sem o ala Wanderson. O time paulista teve a vitória nas mãos, mas Duda numa bandeja a dois segundos para o fim deixou tudo igual. Na segunda prorrogação, o Flamengo saiu na frente e abriu quatro pontos de vantagem. Para piorar a vida do campeão paulista, Fúlvio cometeu a quinta falta e também deixou a quadra. A partir daí, foi só administrar a vantagem e garantir a classificação para as semifinais.

Destaque da partida com um double-double (dois dígitos em dois fundamentos), 35 pontos e 16 rebotes, Marcelinho resumiu a vitória dramática em uma única partida: superação. Para o craque rubro-negro, o time se superou e mostrou porque é o atual bicampeão.


-- Vencemos porque mostramos superação. Optamos pela mesma tática de defesa da segunda partida, mas hoje (segunda-feira) eles estavam numa noite muito feliz nos arremessos de três pontos e acabou não dando certo. Tivemos que correr atrás do placar o jogo praticamente todo e no fim conseguimos reverter uma situação que parecia impossível. Agora é nos preparar para enfrentar um adversário tradicional que é Franca – explicou Marcelinho.

Quase sem voz, o técnico Chupeta respirou aliviado no fim do jogo e mais uma vez ressaltou a força do conjunto rubro-negro.

-- Não tivemos uma noite feliz, mas felizmente conseguimos uma vitória heróica. Mais valeu a superação dos jogadores. Perdemos dois jogadores importantes como o Teichmann e o Jefferson, mas o grupo se fechou e mais uma vez mostrou sua força – disse o treinador rubro-negro.

 

Visite FlaBasquete em: http://flabasquete.ning.com/?xg_source=msg_mes_network